marca-correios-branca.png

Sindicato dos Trabalhadores da Empresa de Correios e Telégrafos em Pernambuco CNPJ 09.056.789/0001-77

 

SEDE RECIFE - Rua Dom Vital, 73, Santo Amaro, Recife -PE CEP: 50.100-100

SUBSEDE AGRESTE - Rua Alberto Guilherme Sobrinho, 22, Nossa Senhora das Dores, Caruaru-PE CEP 55004-151

SUBSEDE SERTÃO - Rua João Alfredo, 2017, Centro, Petrolina-PE CEP: 56306-080

fentect.png
csp-conlutas.png
  • facebook
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • Branco Twitter Ícone

Nota do SINTECT-PE sobre a nova cobrança do CorreiosSaúde II/Postal Saúde


Imagem: Site da FINDECT

Muitos estão se questionando se é verídica a informação que a mensalidade do nosso Plano de Saúde passará de 30% para 50%, referente à coparticipação entre Empresa e Funcionários. E em respeito à categoria dos trabalhadores e trabalhadoras dos Correios de PE, estamos divulgando esta nota denunciando mais este ataque do governo Bolsonaro e alertando sobre a necessidade de mobilização no ano de 2020.


Como funciona hoje? “Pelas regras atuais do plano de saúde reafirmadas no julgamento de outubro/19 do Dissídio coletivo de greve 2019/21 no TST, os Correios arcam com o custeio de 70% das despesas do plano e os trabalhadores, 30%. A porcentagem relativa aos trabalhadores é mantida por meio de mensalidades que variam de 2,5% a 4,4% do valor dos salários, mais 30% de coparticipação nos procedimentos médicos”.


Agora, baseada na decisão MONOCRÁTICA do Supremo Tribunal Federal (STF), é verídico que o ministro Dias Toffoli reformulou a decisão UNÂNIME tomada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) de que o custeio no nosso Plano de Saúde permaneceria na proporção de 30% Empregados e 70% Empregador.


De forma covarde, o governo Bolsonaro e o presidente dos Correios autorizam no segundo dia útil do novo ano (2020) mais um duro e pesado ataque ao conjunto da nossa categoria: o aumento absurdo na mensalidade, tomando tal atitude em pleno recesso judicial que vai até o dia 20.01.2020.


Nesse sentido, orientamos para NINGUÉM aderir ao desligamento no Plano, estipulado até o dia 13.01, pois em caso de reversão da situação, quem sair do Plano dificilmente conseguirá retornar! Vale ressaltar também que a liminar do STF concedida à empresa ainda é objeto de recurso e julgamento.


O SINTECT-PE, em conjunto com demais Sindicatos do país e suas Federações (FENTECT / FINDECT) estão tomando todas medidas políticas e jurídicas contra mais esse ATAQUE aos Ecetistas e seus dependentes.


Se alguém tinha alguma dúvida de como seria 2020, o governo e a presidência dos Correios já mostram o que querem impor a nós trabalhadores/as!


NINGUÉM SOLTA A MÃO DE NINGUÉM!


RESISTIR! ESSA É A PALAVRA DE ORDEM!


Hálisson Tenório


Diretor do SINTECT-PE / FENTECT