top of page

Reuniões do Acordo Coletivo contemplaram questões sindicais, condições de trabalho e saúde


Imagem: Reprodução/Site Sintect-SP

Dando continuidade ao calendário de negociação entre a ECT e as duas federações (FENTECT e FINDECT), a primeira reunião da última semana, realizada na terça-feira (08), abordou as cláusulas sindicas e disposições gerais. A comissão de negociação da empresa apresentou sugestões para a manutenção de cláusulas de negociação coletiva, em que a estatal e os sindicatos se comprometem a discutir pautas de interesse comum. Entre as propostas da empresa estiveram a manutenção da liberação de dirigentes sindicais, com adequações; com relação ao acesso dos representantes sindicais a sugestão é que as reuniões ocorram em comum acordo entre a empresa e os sindicatos durante as jornadas de trabalho; exclusão do parágrafo que impede o representante da empresa responsável pelas relações de trabalho de acompanhar as reuniões do sindicato.


Com relação às disposições gerais, a empresa propôs a manutenção das seguintes cláusulas: acumulação de vantagens; do direito à ampla defesa e da reserva da 10% das vagas a pessoas com deficiência e 20% para negros no concurso público. Retorno das cláusulas que tratam da PLR; de responsabilidade civil em acidente de trabalho; entre outras.


Condições de trabalho

O tema da mesa de negociações da quarta-feira (09) foi condições de trabalho e contou com a presença também de Pedro Amengol, diretor de Gestão de Pessoas (DIGEP) que parabenizou o comprometimento e a busca de alternativas pelos dois lados para a construção de um Acordo Coletivo de Trabalho justo. Ressaltou a retirada da estatal da lista de privatizações pelo Presidente Lula e o retorno do diálogo com as federações. Veja as propostas apresentadas pela empresa: retorno da cláusula Frota Operacional, estabelecendo que se providencie novos veículos de carga; manutenção das cláusulas Distribuição Domiciliária, Inovações Tecnológicas, Jornada de Trabalho nas Agências e redimensionamento de carga. A empresa também atendeu o pedido das federações que pediam o retorno das cláusulas Jornada de trabalho para trabalhadores em terminais computadorizados e de Segurança na Empresa.


Saúde do trabalhador

Durante a reunião da quinta-feira (10), a ECT informou que está trabalhando em busca de melhores propostas de custeio da Postal Saúde, trazendo para o debate as federações e a Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais – SEST. O assunto será retomado na próxima semana. Veja as propostas de cláusulas: manutenção das cláusulas de Atestado de Saúde na Demissão, Averiguação de Condições de Trabalho (as federações se comprometeram a sugerir alterações no texto), da CIPA, Empregado com HIV ou AIDS, Ergonomia na Empresa, Fornecimento de CAT/LISA com alterações para o dirigente sindical liberado e da Saúde do Empregado com alterações. Foram propostas também retorno das cláusulas que tratam dos itens de uso e proteção ao empregado e de Reabilitação Profissional.


Lembrando que todas as novas cláusulas no ACT precisam ser aprovadas pela SEST.

A próxima reunião está marcada para quinta-feira (17) com o tema Salários e Benefícios.




Kommentare


bottom of page