marca-correios-branca.png

Sindicato dos Trabalhadores da Empresa de Correios e Telégrafos em Pernambuco CNPJ 09.056.789/0001-77

 

SEDE RECIFE - Rua Dom Vital, 73, Santo Amaro, Recife -PE CEP: 50.100-100

SUBSEDE AGRESTE - Rua Alberto Guilherme Sobrinho, 22, Nossa Senhora das Dores, Caruaru-PE CEP 55004-151

SUBSEDE SERTÃO - Rua João Alfredo, 2017, Centro, Petrolina-PE CEP: 56306-080

fentect.png
csp-conlutas.png
  • facebook
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • Branco Twitter Ícone

Informe SINTECT-PE – Negociações do ACT


A categoria ecetista terá, na manhã desta quarta-feira (13), mais uma rodada de negociação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT 2017-2018). O início das negociações aconteceu na última terça (12), após um mês as protelações por parte da ECT, que recorreu à mediação do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Foram dois adiamentos. Agora que as conversas começaram, começa também a necessidade do enfrentamento, porque já foi sinalizado que a empresa vem à mesa para ceder o mínimo possível. O SINTECT-PE está em Brasília, representado por seu diretor de Comunicação, Eliomar Macaxeira.

Com relação ao cronograma de negociação, a ECT faz duas propostas: a primeira sugere que após a primeira reunião (da terça, 12), as demais sigam até 18 de setembro; a segunda, que sigam reuniões até 21 de Setembro. No entanto, a comissão presente, junto com a FENTECT, decidiu seguir a deliberação do 34° Conrep, confirmada no 19° Consin, de que as negociações até o dia 18 deste mês, com assembleias no dia seguinte (19), e deflagração a partir das 22 horas.

Mas como era de se esperar, o ACT não segue apenas com a negociação das partes e as ameaças voltam à mesa. O presidente da ECT, Guilherme Campos, falou de retirada de todos os direitos conquistados pelos trabalhadores em acordos anteriores e impôs mais uma condição: para que as negociações sigam, greve alguma pode ser deflagrada.

O aviso que a categoria dá à empresa é: não nos intimidará com ameaças. Greve é um direito garantido por lei a todos os trabalhadores e trabalhadoras deste País e é uma arma que será utilizada sempre que necessário.

Ao final da tarde, assessoria jurídica da FENTECT lançou uma nota de esclarecimento aos representantes sindicais e aos demais trabalhadores, sobre as ameaças da empresa no primeiro dia de negociações.

Eliomar Macaxeira Membro do CNMN por PE Secretário de Imprensa do SINTECT-PE