Assalto à AC Casa Amarela: ECT, até quando ficaremos em risco?

AC Casa Amarela google street view

Por volta das 17h da última quinta (30), a AC Casa Amarela foi alvo de uma tentativa de assalto. Dois criminosos entraram na agência armados, renderam os funcionários e chegaram a colocar arma na cabeça do gerente. A polícia e o SINTECT-PE, através do diretor Marconi Brito, foram acionados. Os trabalhadores foram orientados a entrar com a Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT), junto à ECT. Esta é uma realidade que vem sendo combatida pelo setor jurídico do SINTECT-PE: agências sem vigilância, como era o caso da AC Casa Amarela, deixam trabalhadores e clientes em situação de risco. A AC deve permanecer fechada até a próxima segunda-feira (4).

OS assaltos à AC Casa Amarela são recorrentes e o SINTECT-PE está agindo em relação a essa situação absurda e criminosa da empresa, que fere os direitos dos trabalhadores. A AC está incluída em uma das ações para retorno dos vigilantes, já em curso, especificamente no processo 00001209-73.2017.5.06.0015 que corre na Justiça do Trabalho do Recife.

Houve tentativas administrativas, que poderiam ser mais rápidas se a empresa se preocupasse com a integridade física e emocional de seus trabalhadores, mas como não é o caso, seguimos para a justiça. A ECT já está sendo obrigada a reativar o sistema de segurança das agências, restabelecendo os vigilantes aos seus postos.

Nenhum momento descansaremos até que nossos direitos – inclusive à segurança – estejam todos garantidos.

DIRETORIA DO SINTECT-PE GESTÃO UNIDOS PELA BASE