No interior de PE, agências e UDs estão esquecidas pela ECT

A diretoria do SINTECT-PE continua seu trabalho direto com a base, fazendo reuniões setoriais pelas unidades da ECT em Pernambuco, levando informações e ouvindo trabalhadores e trabalhadoras. Compartilhamos com todos os interessados as condições que foram encontradas pela equipe:

  1. 1. AC Belém de Maria – Foi reformada e será reativada em breve;

  2. 2. AC Jaqueira – Unidade continua sem vigilante, o que será resolvido na Justiça pelo SINTECT-PE. Também está sem atendente, e o gerente trabalha sozinho. Agência está sem vidro na porta de entrada e faltam água, material de escritório e protetor solar, entre outros itens.

  3. 3. AC Xexéu – Unidade sem atendente, caixa d’água sem limpeza e descarga vazando. Pontos positivos: tem vigilante na ativa e porta giratória funcionando.

  4. 4. AC Joaquim Nabuco: Tudo em ordem.

  5. 5. UD Escada: Foram verificados banheiro estupido, descarga quebrada, chuveiro quebrado, iluminação fraca e infiltração na parede. Os funcionários reclamam também de barulho no forro do salão. Unidade tem vigilante.

  6. 6. AC Primavera: Agência tem vigilante em atividade, porta giratória funcionando e está climatizada e sem infiltração.

  7. 7. AC Amaraji: A diretoria encontrou todos os ar-condicionados quebrados, infiltrações por todo teto, cadeiras quebradas, lâmpadas queimadas, cerâmica das paredes caindo , sem funcionário da limpeza, sem atendente na agência.

  8. 8. AC Gameleira: Pia vazando e infiltrações nas paredes foram encontradas;

  9. 9. UD/AC Limoeiro: Unidade está sem vigilante e com porta com detector de metais quebrada. O arcondicionado está sem manutenção e a porta e as impressoras estão quebradas.

  10. 10. AC Passira: A diretoria encontrou a unidade com vigilante, mas não tem porta detectora de metais. Há infiltrações nas paredes e o ar-condicionado está quebrado. Segundo a gestora da unidade disse aos diretores, os funcionários da unidade aguardam mudança para outro prédio.

  11. 11. AC Salgadinho: Unidade estava fechada.

  12. 12. AC Cumaru: Os diretores do SINTECT-PE encontraram o ar-condicionado quebrado. A unidade não tem moto ou carro e sequer porta detectora de metais, apesar de ser também banco postal. O banheiro tem infiltrações e rachaduras nas paredes e o prédio precisa de dedetização: os trabalhadores não podem usar o bebedouro por causa dos ratos.

  13. 13. AC João Alfredo: A unidade é banco postal, mas não tem vigilante e a porta detectora de metais está quebrada – o que mostra total desprezo da ECT pela segurança dos cinco funcionários e dos clientes. Além disso, o ar-condicionado está quebrado, o banheiro, em péssimas condições e a caixa d’água não tem manutenção, assim como as motocicletas usadas em serviço. A compra de água e copos, obrigação da empresa, é feita pelos funcionários. O SINTECT-PE ainda encontrou 14 lâmpadas queimada e vazamentos e infiltrações em teto e banheiro.

  14. 14. AC Bom Jardim: Com cinco funcionários, a agência conta com vigilante, mas não tem porta detectora de metais. Os trabalhadores atuam sem EPIs.

  15. 15. AC Orobó: Com três funcionários, a agência conta com vigilante, mas não tem porta detectora de metais. O prédio precisa de pintura e há infiltração no teto. A água é comprada pelo gerente com recursos próprios, quando deveria ser uma obrigação da empresa. A impressora está quebrada e falta EPIs.

  16. 16. AC Ipojuca: Os diretores encontraram infiltrações, banheiro entupido, refeitório no escuro, cadeiras e ar-condicionado quebrado. Cadeiras quebradas e falta manutenção interna e externa. Tem vigilante.

  17. 17. UD Sirinhaém: Unidade está sem vigilante e porta giratória. Funcionários totalmente vulneráveis.

  18. 18. AC Casinhas: A agência funciona com apenas duas funcionárias; tem vigilante, mas não tem porta detectora de metais. O ar-condicionado do atendimento está quebrado e muitas lâmpadas queimadas. O ambiente escuro compromete as condições de trabalho.

  19. 19. AC Vertente do Lério: Funcionando com vigilante, mas sem porta detectora de metais, a unidade possui banco postal e tem três funcionários que trabalham no calor, já que o ar-condicionado também está quebrado. Também nesta unidade, a ECT não se preocupa nem com água dos funcionários, que o gestor precisa custear do próprio bolso. Não há funcionários para limpeza da unidade.

  20. 20. AC Santa Maria do Cambucá: Com três funcionários, a agência funciona com vigilante, mas não tem porta detectora de metais. Os três ar-condicionados estão quebrados e falta EPI para o carteiro motorizado.

  21. 21. AC Frei Miguelinho: Não houve visita, a agência estava fechada.

  22. 22. AC Cachoeirinha: Com quatro funcionários, a unidade tem banco postal. Não tem porta giratória ou cadeiras para clientes e os ar-condicionados estão todos quebrados. Há mofo e infiltração pela estrutura e prédio nunca foi detetizado. Falta água e material de limpeza.

  23. 23. AC Água Preta: O gerente trabalha sozinho, sem atendente para ajudar e a sala dos carteiros não é climatizada. Há infiltrações na unidade e o banheiro é mau cheiroso. Unidade com vigilante e porta giratória funcionando normalmente.

  24. 24. AC Belém de Maria: Unidade sem vigilante, passou recentemente por reforma, mas ainda não foi reaberta aos clientes. Gerente e carteiro mantêm-se em atividade.

  25. 25. AC Jaqueira: Unidade sem vigilante. Porta de entrada sem o vidro, sem atendentes, falta água mineral, material de escritório (grampo, carimbo, tinta de carimbo, etc) e protetor solar para os carteiros.

  26. 26. AC Xexéu: Encontramos unidade com descarga do banheiro quebrada e com vazamento, caixa d’água sem manutenção. Agência tem atendente; há vigilante.

  27. 27. AC Joaquim Nabuco: Há vigilante. Segundo informação do gestor, não existe problema na unidade.

  28. 28. AC/UD Escada: Unidade tem vigilante, mas a diretoria encontrou banheiro entupido, descarga e chuveiro quebrados, iluminação fraca com lâmpadas queimadas e infiltração nas paredes. Funcionários reclamam de barulho que vem do teto.

  29. 29. AC Primavera: Tem vigilante e o gestor informou que está tudo em ordem na unidade.

  30. 30. AC Amaraji: Todos os ar-condicionados estão quebrados. Há infiltração em todo teto, lâmpadas queimadas, cerâmica caindo das paredes, sem funcionário de limpeza, sem atendentes, cadeiras quebradas, mato alto no quintal precisando capinar, falta manutenção no prédio área interna e externa, falta pintura interna e externa, maçaneta da porta quebrada. Unidade possui vigilante.

  31. 31. AC Cortês: Há vigilante, mas a porta detectora de metais quebrada, entupimento no banheiro, infiltrações, cadeiras quebradas.

  32. 32. AC Gameleira: Encontramos infiltrações, pia vazando e ar-condicionado quebrado. Tem Vigilante.

  33. 33. AC Sirinhaém: Diretoria encontrou unidade totalmente vulnerável: sem vigilante e sem porta giratória.

  34. 34. AC Rio Formoso: Tem vigilante, mas a porta giratória está com defeito, o detector de metais não funciona. Além disso, o ar-condicionado está quebrado, falta manutenção interna e externa como pintura, limpeza de mato no quintal e reparo no teto.

  35. 35. AC Tamandaré: Descarga quebrada, chuveiro quebrado, iluminação precária, falta funcionário que cuida da limpeza. Há vigilante na unidade.

  36. 36. AC Barreiros: Na agência, o ar-condicionado está quebrado e há infiltração no teto. Há vigilante.

  37. 37. AC Água Preta: Não tem atendente só o gerente na agência, sala dos carteiros sem climatização, infiltração nas paredes, mal cheiro no banheiro.

  38. 38. AC Goiânia: Unidade funciona com 17 funcionários, que relataram que o fornecimento de água mineral, que deveria ser pago pela empresa, está com pendência de pagamento há seis meses, então os próprios trabalhadores estão comprando. Caixa d’água está sem manutenção e falta impressora para trabalhar.

  39. 39. AC Camutanga: Com dois funcionários, há falta de EPIs para os atendentes.

  40. 40. AC Condado: Os quatro funcionários da unidade estão tendo que comprar água com recursos próprios.

  41. 41. AC Itambé: Unidade funciona com três trabalhadores, que estão sofrendo com condições precarizadas de trabalho: dois ar-condicionados quebrados, água encanada aparece de quatro em quatro dias, iluminação da expedição feita com gambiarra e não tem funcionário da limpeza, além da caixa d’água vazia há um ano e meio.

  42. 42. AC Ferreiros: Os três funcionários mostraram à diretoria que a unidade funciona sem porta detectora de metal, além da bomba d’água que estava quebrada e comprada pelo gestor. Ele também custeia água mineral, que é uma obrigação básica da empresa. Encontramos também moto sem revisão, limpeza deficitária e a uma caixa d’água que nunca passou por manutenção. Mesmo assim, essa agência trabalha os dois expedientes, diferentemente das demais, segundo o gestor: trata-se de uma normativa.

marca-correios-branca.png

Sindicato dos Trabalhadores da Empresa de Correios e Telégrafos em Pernambuco CNPJ 09.056.789/0001-77

 

SEDE RECIFE - Rua Dom Vital, 73, Santo Amaro, Recife -PE CEP: 50.100-100

SUBSEDE AGRESTE - Rua Alberto Guilherme Sobrinho, 22, Nossa Senhora das Dores, Caruaru-PE CEP 55004-151

SUBSEDE SERTÃO - Rua João Alfredo, 2017, Centro, Petrolina-PE CEP: 56306-080

fentect.png
csp-conlutas.png
  • facebook
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • Branco Twitter Ícone