Carta aberta à população de Brejo da Madre de Deus


SINTECT-PE presente em audiência pública em Brejo da Madre de Deus


O SINTECT-PE vem através desta carta aberta denunciar o descaso dos Correios com a população de Brejo da Madre de Deus, que teve sua agência fechada. Ao chegar no local onde funcionava a agência, encontramos um aviso fixado na porta informando que “desde o dia 27/05/2019, por determinação superior, o atendimento na unidade está suspenso por tempo indeterminado”. O comunicado informa ainda que as encomendas e correspondências das áreas onde não há distribuição externa, deverão ser retiradas na Agência dos Correios de Jataúba.

A direção do SINTECT-PE chegou a realizar uma audiência pública na Câmara de Vereadores do município de Brejo da Madre de Deus no dia 05 de junho para discutir o problema. A representação dos Correios foi convidada, mas não compareceu à ocasião.

O SINTECT-PE, no seu papel de representante da categoria dos trabalhadores dos Correios em Pernambuco, entende a necessidade de esclarecer a população sobre o fechamento dessa agência. O que ocorre é que os Correios foram despejados deste imóvel depois de atrasar por dois anos o aluguel. A prefeitura chegou a ceder um prédio, mas a empresa recusou.

Sem a unidade funcionando, o carteiro precisa ir até Belo Jardim, onde recebe a carga, tria, ordena e vai de moto fazer a entrega no município de Brejo. A posta restante da agência fica em Belo Jardim. Vale chamar a atenção aqui para a distância entre Belo Jardim e Brejo, que é de 37,5 km e a viagem dura aproximadamente 50 minutos, dificultando o trabalho do carteiro. Segundo censo do IBGE de 2016, Brejo da Madre de Deus tem 45.180 habitantes, que ficam agora prejudicados com o fechamento da agência.

Nós que fazemos o SINTECT-PE defendemos os Correios como empresa pública, que respeite seus funcionários e preste um serviço de qualidade à população. Por isso, pedimos a reabertura da agência em Brejo da Madre de Deus.