Ação do jurídico do SINTECT-PE pode beneficiar trabalhadores em todo o País

jur

Os cerca de 450 trabalhadores motociclista dos Correios devem começar a receber adicional de risco e de periculosidade. A ação, impetrada pela assessoria jurídica do SINTECT-PE, está nas mãos do ministro Alexandre Agra, do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que deve tomar uma decisão final em curto prazo. “Foi do SINTECT-PE o ponta-pé inicial dessa ação, que deve beneficiar a todos os trabalhadores do País que desempenham suas funções com motocicletas. Teve movimentação da ação esta semana. Sendo aprovado pelo TST, os motoqueiros passam a receber os dois adicionais”, comentou o diretor jurídico do SINTECT-PE, Roberto Alexandre.